Pensando em como o OUTRO pode afetar a construção do EU

Nas relações que estabelecemos pela vida, somos afetados por pessoas, objetos, momentos, histórias… E estes “afetamentos” deixam marcas, visíveis e invisíveis, que passam a fazer parte do nosso EU. Podem ser “afetamentos” positivos ou negativos. Podem ser lesões ou, simplesmente, afetos, sentimentos.

Já é sabido de todos que dentro psicanálise temos a figura da mãe como fonte de traumas na construção do Eu.  Excetuando este OUTRO poderoso que é a mãe, como ficam os outros OUTROS?

Se pararmos para pensar, tomaríamos cuidado com certas colocações, certos gestos, certas palavras, certas atitudes… Somos responsáveis pelo o OUTRO e, principalmente, responsáveis pelo o EU.

O EU só existe em relação ao OUTRO, portanto, se crio um OUTRO doente, sou um EU doente.

Dos diversos significados para a palavra AFETAR, um me deixa cauteloso: causar lesões a alguém, sejam elas físicas ou emocionais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s